Amamentação - Colidis - Medicamento seguro para o bebê
Paused...

    COLIDIS

    HOME        •        COMO LAVAR AS MÃOS        •        ORIENTAÇÃO E CUIDADOS        •        COMO FAZER UMA MÁSCARA        •        AMAMENTAÇÃO

    Amamentação:

    os benefícios superam os riscos.

    De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria, até o momento, tanto para COVID-19 quanto para várias outras viroses, os benefícios da amamentação superam os riscos de transmissão.

    A mãe pode ter COVID-19
    e seguir amamentando!

    Mesmo com suspeita ou confirmação de contágio por COVID-19, a mãe que deseja amamentar pode continuar desde que siga com atenção as práticas de higiene, especialmente a lavagem de mãos e o uso de máscara ao ficar perto do bebê.

    Alguém na família com
    sintomas de COVID-19?
    Você pode amamentar sim.

    Em caso de suspeita ou confirmação de contágio por COVID-19 por um membro da família que conviva com o bebê, a mãe pode e deve continuar amamentando, atenta às medidas de prevenção recomendadas e buscando o isolamento do familiar.

    Sintomas fortes de COVID-19?
    A amamentação pode continuar.

    Ainda que a mãe tenha sintomas fortes da COVID-19, seu leite é seguro para a alimentação do bebê. Recomenda-se bombear o leite e oferecê-lo ao bebê conforme os horários naturais e com as medidas de higienização preventivas.

    Amamentação:
    os benefícios superam os riscos.

    De acordo com a Sociedade Brasileira

    de Pediatria, até o momento, tanto para

    COVID-19 quanto para várias outras viroses,

    os benefícios da amamentação superam

    os riscos de transmissão.

    A mãe pode ter COVID-19
    e seguir amamentando!

    Mesmo com suspeita ou confirmação de contágio

    por COVID-19, a mãe que deseja amamentar

    pode continuar desde que siga com atenção

    as práticas de higiene, especialmente a lavagem

    de mãos e o uso de máscara ao ficar perto do bebê.

    Alguém na família com
    sintomas de COVID-19?
    Você pode amamentar sim.

    Em caso de suspeita ou confirmação de contágio

    por COVID-19 por um membro da família que

    conviva com o bebê, a mãe pode e deve

    continuar amamentando, atenta às medidas

    de prevenção recomendadas e buscando

    o isolamento do familiar.

    Sintomas fortes de COVID-19?
    A amamentação pode continuar.

    Ainda que a mãe tenha sintomas fortes da

    COVID-19, seu leite é seguro para a alimentação

    do bebê. Recomenda-se bombear o leite e

    oferecê-lo ao bebê conforme os horários naturais

    e com as medidas de higienização preventivas.